Bullying no Programa: Educadores devem ficar atentos

27.04.2011
Nos últimos dias, a mídia nacional tem noticiado casos incontáveis de bullying em escolas, envolvendo crianças e adolescentes. Essa prática condenável, que visa acuar o outro indivíduo, não pode ser tolerada por educadores, nem praticada por educandos. Para tanto, o tema deve ser trabalhado com afinco nas AABBs, a fim de que crianças e adolescentes possam conviver em harmonia.
 
A identificação precoce do bullying é muito importante para que a prática seja evitada. As vítimas não costumam relatar espontaneamente o sofrimento pelo qual passaram ou passam, seja por medo de represália ou mesmo vergonha. Por isso, a observação sobre o comportamento é fundamental, assim como o diálogo aberto.
 
O que pode ser feito?
No âmbito das AABBs, o que pode ser feito para deixar o bullying passando bem longe é trabalhar temas como igualdade, respeito e fraternidade, com vistas a criar uma cultura de paz, que certamente contribuirá para um ambiente mais amistoso.
 
Saiba mais:
De origem inglesa e sem tradução ainda no Brasil, o termo bullying é utilizado para qualificar comportamentos agressivos no âmbito escolar. Os atos de violência (física ou não) ocorrem de forma intencional e repetitiva contra um ou mais alunos que se encontram impossibilitados de reagir às agressões sofridas.
 
 
CLIQUE AQUI e baixe a cartilha do bullying.
Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Facebook

Desenvolvido por Craque Comunicação