Educadores participam de capacitação

Aconteceu na AABB Guaçuí (ES) mais uma edição do Curso de Formação Inicial do Educador Social, entre os dias 20 e 24 de agosto. Cerca de 30 educadores do Programa AABB Comunidade no estado participaram do evento. A iniciativa é uma proposta da FENABB em parceria com a Fundação Banco do Brasil e tem como objetivo instrumentalizar os educadores para melhor atender aos educandos da comunidade. O curso é ministrado pelo Núcleo de Trabalhos Comunitários – NTC da PUC-SP.

 

A abertura do evento foi prestigiada pelo prefeito de Guaçuí, Vagner Rodrigues; pela secretária Municipal de Educação e Esportes, Maria de Lourdes Alves Schwartz, e demais representantes da Secretaria. O encontro tem duração de 40 horas, distribuídas em cinco dias. As atividades foram orientadas pelos instrutores da PUC-SP, Silvestre Rodrigues da Silva e Isaías José da Silva.

 

Segundo a educadora do AABB Comunidade Colatina (ES), Isabel Dias Dutra, o curso proporcionou troca de experiência e grande aprendizado. “Retornamos para a nossa cidade com a bagagem repleta de conteúdo, que irá contribuir bastante para nossa prática pedagógica”, conta.

 

Durante o curso, os educadores participaram de oficinas de artes cênicas, artes plásticas e assistiram a palestras sobre temas voltados à educação. Representantes das cidades de Barra do São Francisco, Cachoeiro de Itapemirim, Colatina, Guaçuí, Iúna e São Mateus estiveram presentes no encontro.

 

“Trouxemos para nossos participantes ferramentas envolvendo as linguagens artísticas, reflexões sobre temas ligados a educação e a cultura. Também trabalhamos o meio ambiente e o Estatuto da Criança e do Adolescente”, explica o monitor da PUC-SP, Isaías da Silva.

 

AABB Comunidade Guaçuí

 

Em Guaçuí, o AABB Comunidade foi instalado durante a realização do curso. A Prefeitura Municipal será a grande parceira do Programa. De acordo com a coordenadora, Cibele Chambela Viana, o trabalho atenderá até 120 crianças do município. “Aproveitamos a oportunidade para lançar o nosso Programa. As atividades são voltadas para crianças de 8 a 17 anos incompletos, da rede pública de ensino, e também para aquelas que não possuem lar”, explica.

 

Os educandos atendidos terão aulas de natação, futebol, dança e teatro de bonecos. “Queremos oferecer às nossas crianças e adolescentes a oportunidade de participar de atividades que envolvam esporte e lazer”, garante Cibele Viana.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Facebook

Desenvolvido por Craque Comunicação