Jovens de Montenegro embelezam praça da cidade

Os integrantes do AABB Comunidade Montenegro (RS), convidados pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura, engajaram-se em um projeto para dar vida ao tapume que cerca a Praça Central Rui Barbosa, atualmente em construção. No fim do mês passado, a garotada começou a colorir a madeira.

 

A partir do lançamento deste projeto, em reunião de diretores na SMEC, houve uma mobilização por parte da coordenação do Programa juntamente com os educadores para que o convite tornasse realidade.

 

A coordenadora da oficina de Artes Visuais, Vanessa Grub, elaborou um subprojeto com o tema “Aprender Brincando”, onde os educandos deveriam expressar graficamente seus sentimentos em relação a este tema, "que é a nossa filosofia", conta a coordenadora do AABB Comunidade, Lorena Bordignon. Após os trabalhos prontos, foi realizada uma seleção de fragmentos dos diversos desenhos elaborados, recriando-os em uma nova composição visual. A coordenação do Programa reuniu um grupo de educandos para deslocar-se à Praça, assim sendo, transformando os desenhos em uma grande pintura nos tapumes.

 

 

Veja os depoimentos de alguns educandos:

 

“Eu senti que foi muito bom para mim, pois gosto muito de pintar. Adorei porque apareci na entrevista do Jornal Ibiá e assim as pessoas viram que eu gosto de pintar.” (Derlei Rodrigues da Rosa, 13 anos);

 

“Foi bom porque aprendemos brincando, desenhando primeiro na sede da AABB e depois fomos pintar onde outras pessoas passam e olham. Foi a primeira vez que eu pintei numa praça.” (Keiterson Leal da Motta, 13 anos);

 

“Aprendemos coisas boas e muito interessantes. Desenhar e pintar na praça fez com que eu ficasse muito alegre.” (Rafael de Mattos Teles, 15 anos);

 

“Eu gostei porque estou pintando pela AABB, pois gosto muito de vir para o Programa. O fato de a professora me escolher para ir pintar fez com que eu notasse que tenho habilidade para isso e que com calma consegui realizar a atividade. Fiquei muito feliz porque sei agora que tenho algo de bom para eu fazer.” (Katherine Campos Flores, 12 anos);

 

“Eu fiz um desenho sobre a união das crianças e eu senti a alegrias do desenho. Elas brincavam sem brigas e aprendendo a conviver juntas em um lugar tranqüilo, sem drogas e violências.” (Larissa Isabel Pereira Pedovatto, 11 anos).

Deixe uma resposta

Desenvolvido por Craque Comunicação