Novas atividades durante a tarde desta segunda-feira no I Encontro Nacional de Educadores

As atividades da tarde recomeçaram com colaboradores da FBB apresentando a dinâmica do Núcleo de Contratação da Fundação, além de pendências encontradas no preenchimento de dados para a renovação de convênios. Monitoramento administrativo do Programa, materiais de uso individual (dos educandos) e Monitoramento e Assessoramento Técnico a Projetos também foram temas da pauta. Os educadores tiveram a oportunidade de tirar dúvidas com a equipe.
  
Ainda na tarde do primeiro dia de evento foi aberto uma mesa redonda com presidentes dos CESABBs e das Gerências de Desenvolvimento Sustentável das Superintendências (DRS) do Banco do Brasil. O objetivo foi priorizar a troca de experiência entre os participantes do grupo de discussão: Antônio Cladir Tremarin, CESABB-RS; Marcos Tavares, CESABB-CE; José Alexandre da Silva, CESABB-PE; Thelma Loureiro, Super PE; Francisco Nascimento, Super SE e Silvestre Pitz, Super SC.
  
“É uma alegria muito grande perceber que mais da metade dos amigos aqui presentes é associado das AABBs. Isso fortalece ainda mais o Sistema AABB, que em muitos cenários encontra dificuldades de captar novos associados para os clubes”, disse José Alexandre. Ele também contou histórias de vida que foram literalmente salvas graças aos trabalhos desenvolvidos no Programa AABB Comunidade.
   
Marcos Tavares fez uma pequena palestra falando sobre sua experiência à frente do CESABB-CE. Conflitos e mediações; participação do AABB Comunidade em eventos públicos; envolvimento dos gerentes de agências e das Superintendências do BB em atividades que envolvam educandos; concursos literários voltados para temas que englobem o BB, entre outros, foram tópicos trabalhados. Tavares também apresentou aos presentes a iniciativa de realizar o Encontro Estadual de Educadores e Educandos, encabeçado pelo CESABB, com apoio das agências do BB nas cidades onde o mesmo é realizado e parceiros locais.
   
O gerente da DRS em Santa Catarina, Silvestre Pitz fez uma síntese do Programa no estado, que atende, ao todo, 1900 crianças e adolescentes. Ele mostrou atividades desenvolvidas por educadores e educandos ao longo do ano de 2009. “Fizemos palestras para pessoas da comunidade, líderes comunitários, policiais e familiares em geral. Os temas trabalhados versam em torno de assuntos atuais, como drogas, meio ambiente, bullying nas escolas, sustentabilidade e afins”, explicou Pitz.

Deixe uma resposta

Desenvolvido por Craque Comunicação